LP Novos Baianos Acabou Chorare

LP Novos Baianos Acabou Chorare

Preço normal R$ 0,00 Promoção

LP Novos Baianos - Acabou Chorare

Chegou a hora dessa gente bronzeada mostrar seu valor” anunciava “Brasil Pandeiro”, primeira música do disco “Acabou Chorare” (1972), dos Novos Baianos. E como uma profecia, o que segue é um dos melhores álbuns da discografia nacional. Clássico que esse ano é relançado pela coleção “Clássicos em Vinil”, da Polysom, em vinil de 180 gramas e remasterizado a partir dos tapes originais.

O álbum é o segundo de estúdio do grupo formado por Baby Consuelo (vocal e percussão), Paulinho Boca de Cantor (vocal e percussão), Pepeu Gomes (guitarra, violão, craviola, arranjos), Moraes Moreira (vocal, violão, arranjos), Dadi Carvalho (baixo) e Jorginho Gomes (bateria, cavaquinho, bongo). Lançado dois anos após “É Ferro na Boneca”, “Acabou Chorare” firmou os Novos Baianos na cena musical brasileira, que se admirou com a musicalidade diferente que eles traziam, com influencias de Hendrix, João Gilberto, Rolling Stones e Jacob do Bandolim.

O disco é composto por 10 músicas, sendo que, com exceção de “Brasil Pandeiro”, de Assis Valente, e de “Um Bilhete Pra Didi”, de Jorginho Gomes, as demais são da autoria da dupla Luiz Galvão e Moraes Moreira, que contaram com Paulinho em “Swing de Campo Grande” e Pepeu em “Besta é Tu”. Além dessas, estão nele alguns dos maiores sucessos do grupo: “Preta Pretinha”, “A Menina Dança”, “Mistério do Planeta”, “Acabou Chorare” e “Tinindo Trincando”.
Não é preciso dizer que “Acabou Chorare”, considerado o melhor disco brasileiro de todos os tempos pela revista Rolling Stone, é indispensável em qualquer discografia. 

 Lado A
1. Brasil Pandeiro

2. Preta Pretinha

3. Tinindo Trincando

4. Swing do Campo Grande

5. Acabou Chorare                                                                           

Lado B

1.  Mistério do Planeta

2. A Menina Dança

3. Besta é Tu

4. Um Bilhete Pra Didi

5. Preta Pretinha